Monday, January 02, 2006

Sorriso

Noites serenas de vulcões em chamas,
acalmam na areia molhada...
Escorrem pela luzes,
espalhadas num cobertor de estrelas...

Apertos de alma num beijo de mel
Desce nas colinas, a serpentear...
Sobe no tempo, devora tempestades...
Um sorriso, dois sorrisos...