Thursday, June 12, 2008

Respirar

Atira-se o amanhecer sobre os pés ao som dos estilhaços, ao ponto mais alto das muralhas de vento. Gelado o calhau cobre o nevoeiro, abraçado ao veludo, sopro enorme no último ressurgimento dum rasgo. A bela guilhotina aconchega seus carinhos na última refeição da batalha.
- Devorai os mortos! Devorai aqueles que se afogam! Devorai a esperança! Chegais perto do abismo, perto da fraqueza das ossadas! Respirai...

6 comments:

Miosotis said...

Pouco animador, nesta dia claustrofóbico! Tarde chuvosa, fria!

... mas gostei da primeira parte do teu 'Respirar'!

Sensibilizada pelo teu olhar em 'fragmentos'!

... qualquer ficção é sinónimo de fuga para outras paisagens...

DarkViolet said...

Miosotis:

Belos dias para curar alergias. O frio só faz bem, gela o amanhecer.
A fuga é sinónimo do ser humano.

Twlwyth said...

Amaciar, alucinar, suspirar.
Inspirar e expirar.
Espirrar? :)

DarkViolet said...

Twlwyth:

Espirros estao contínuos...com o balão de são joao e um pequeno alçapão :D

MagnetikMoon said...

Sustém a respiração e guarda fôlego:"devorai os mortos"...
:)

DarkViolet said...

MagnetikMoon:

Assim ainda encho de ar e vou em direcção ao céu como um balão ehehehe