Thursday, August 21, 2008

Planalto Melancólico V

O repouso do fogo habita ao lado do sossego da paisagem, desabotoando o manto das árvores. Regresso ao voo das ruas que acarinharam a infância, circunscritas ao pormenor que os dedos esboçam a cada momento. Contactar as pessoas a perfurar mudanças, aliciar a vinda do vento sobre o rosto. Observar o decaimento da saia sobre as pernas, a inclinação da ribeira nas costas das folhas secas. Pecados da cascata, pontes entrelaçadas.

5 comments:

Blood Tears said...

A infância e o presente intercalados com a corpo e a natureza.... E não é o que somos? Parte da natureza que um dia a ela há-de voltar para torner a viver novamente...

Adorei o teu blog, obrigada pela visita... ^^

Miosotis said...

... quase pensei no fogo que paira na região centro, no teu primeiro parágrafo!

... mas depois pensei no teu próprio 'fogo'! E há 'saia descaída', pecados, pontes entrelaçadas...

Um todo diferente, mas sensível!

Só hoje respondi ao teu último comentário, lamento!
Sensibilizada!

Parabéns pelo projecto 'Nova Águia'... reparei hoje que 'Twlwyth' e tu fazem parte do corpo de redactores!

DarkViolet said...

Blood Tears:

um ciclo. A nostalgia da infância, das cascatas do retorno


Miosotis:

Não se encontra na região centro. além disso tudo, há a infância, o facto mais importante da mensagem...

Fala com o "Lord" que ele também te convida;)Aquilo é demasiada gente para um ser como eu eheheheheh

Twlwyth said...

Sossego com violetas. :)

DarkViolet said...

Twlwyth:


Multiplas cores a descair no verde