Thursday, August 28, 2008

Planalto Melancólico VII

Acordei dentro da montanha, no profundo vale, sobre as cores espalhadas do planalto. Cheira a pessoas com a alegria de fantasias, espirros de satisfação pelo reencontro com as ondas do perfume da terra. Lábios sedosos abraçam esta viagem, buscando o incontrolável sustento da razão. Desaguam rasgos de sentimentos, algures…

4 comments:

Blood Tears said...

Quando "me vi dentro da montanha", imaginei-me dentro da imensidão de mim mesma, e da diversidade e dualiadde que encerro. Não sei se seria também esta a tua intenção, mas obrigada, pq revi a minha alma em tempestade e o fogo incessante que me impele à vida.... :)

Blood Kisses

Twlwyth said...

Sustenta-se a razão com rumores de sangue.

Miosotis said...

... imagens em palavras sensíveis!
'Desaguam rasgos de sentimentos...' - muito belo!

DarkViolet said...

Blood Tears:

As dualidades são sempre imensas. Planos paralelos que nem de um lado, nem do outro se pode estar, nem no meio. Ou talvez nesse meio que se confunde com o dentro, pode-se renascer a cantar no planalto


Twlwyth:

O sangue faz parte do íntimo mergulhar na terra. Rebola envolvendo o suspiro

Miosotis:

brigada!