Thursday, January 07, 2010

Santa do Devaneio

Ó Santa traz as teias
Na mistura do holocausto
Ó Santa do devaneio traz a loucura
No caldeirão das faíscas

O caos dos relâmpagos
Capta a fonte no suspiro
Ó Santa, Ó Santa, Ó Santa

O Crucificado toca o pássaro da lareira
Dilacerado sobre o manto do hospício
Com o céu em fogo encaminha a insanidade dos cegos
Para o barco dos fantasmas

Santa do Aleluia, Santa do Aleluia, Santa do Aleluia
Afunda a Onda, Afunda os Náufragos

6 comments:

Frankie said...

Estranha devoção, a tua...



:)

Um Olhar said...

Gostei!
Um 2010 pleno de realizações.

Bjo
Fatima

Diana Correia said...

Estranho, escuro... parece estar a evocar a loucura...
Estranhamente, gostei. :)
Beijinho

VANUZA PANTALEÃO said...

Tantos devaneios...

Seria uma forma de [anti]oração?

Boa noite, Darkviolet!!!

VANUZA PANTALEÃO said...

Volto para concordar contigo:
"É o ser humano que temos..."
Triste...
Beijos!!!

DarkViolet said...

Frankie:

Todas as santas naufragam nos hospícios dos cegos


Um Olhar:

Bom ano 2010:)



Diana Correia:

A loucura está sempre presente numa obra do Ser para o seu interior


VANUZA PANTALEÃO:

É preciso orar para poder ter alguma fé na loucura. o devaneio é uma onda gigante