Thursday, May 14, 2009

Alegria

Tanta alegria nos sorrisos, tanta alegria nas mãos, tanta e tanta maresia nos olhares. Cativar a vontade com aspiração, abrir o coração ao vento, num apocalitico resguardo ficar no entreter das palavras. Quando se encontra o desassossego, o risco da trovoada requer o guarda chuva feito de folhas, calmo deslizar do caos.

4 comments:

Fragmentos Culturais said...

'...cativar a vontade com aspiração... ' - um conceito lindo!

Sensibilizada pelo teu olhar atento!

Gothicum said...

"Quando paramos de lutar contra a realidade, a acção torna-se simples, fluida, e sem medo."
(Byron Katie)

Na Alquimia Hermética é através do Caos que se forma a perfeição. É aí que se encontra a matéria prima para a Obra...desse Caos, aquando da sua ordenação, aparecem os quatro elementos fundamentais...
Na vida é a mesma coisa com o caos vem a resistência...é preciso ordena-lo para que possamos surgir com mais força, com mais vida!

Abraços

MagnetikMoon said...

A Alegria do coma trespassada por um refluxo de dádivas será fenda subtil de respostas insanas.

Magnetikiss;)

DarkViolet said...

Fragmentos Culturais:

A vontade faz caminhar os remoinhos


Gothicum:

Concordo mas não se pode estar sempre a retornar ao caos para criar, por isso o desassossego tem estar num poussio de palavras entretidas para se espalhar como cavalos galopantes, a ajuda do vento e dos orriso de folhas orvalhadas


MagnetikMoon:

Quanto mais a insanidade vier mais o caos se apodera do Ser, e as folhas necessitam do resguardo das sensações na alegria