Wednesday, August 25, 2010

Baloiço de Luar

Envolta na pulseira de prata seu odor transpira o zumbido das sensações. Timidamente a magia ecoa com estrondo, imagem da contemplação das pegadas uivantes. O cair do som a eternizar a estreita insanidade do labirinto desperto, enquanto a ponte devora o suculento desejo de baloiçar no infinito, e a viela no seu gradiente de sombras veste a nudez com um véu. Cada momento despido geme no reflexo, um sentido pousado nas asas encurvadas dos Altares.
Ardes num pigmento de poços mágicos
Cintilas edificada no teu mausoléu
Cada sombra do teu brilho geme
Cada fissura da tua face sente

O toque dum olhar lunar faz faíscas
Nas cavernas de lava…

10 comments:

Fatima said...

Despiste a lua com as tuas palavras, e conquistas-te todos os segredos que ela te revelou.

um beijo,
Fatima

Davi Machado said...

profundo, profundíssimo!!!
to sem palavras, lindo demais!!
adorei...!!!!!!!

Frankie said...

Há qualquer coisa da doçura destas noites que se instala na minha alma e a amacia...

Obrigada por mas fazeres recordar com as tuas palavras :)

Aмbзr Ѽ said...

escrever sobre a lua é sempre belo.
suas palavras são encantadoras.
os versos estão perfeitos.

http://terza-rima.blogspot.com/

Vanuza Pantaleão said...

"Faíscas de um luar na caverna de lava..."
Quem poderia dizer tais versos-imagens melhor que você, Darkviolet? Quem? Se és o Poeta mais misterioso e profundo que já percebi?!!!

Um enorme e carinhoso abraço!!!

Por que você faz poema? said...

Gostei bastante das imagens suscitadas no seu texto, com força, melancolia e lirismo.

Pearl said...

...onde jaz a intensidade do que já foi vivido, aonde ainda resistem as ténues lembranças.


um beijo

Maria Alves said...

Bem dito.
E este texto está qualquer coisa de extraordinário. A lua é algo extremamente belo, e conseguiste transmiti-lo de uma forma melodiosa. (:
Vou seguir. Beijinho

DarkViolet said...

Fatima:

Por incrivel que pareça há sempre mais a descobir. A Lua tem uma magia que revela segredos a cada olhar, a cada sentir


Davi Machado:

Obrigado


Frankie:

As noites de Luar fazem estremecer os Altares. São danças que os tempos fazem aninhar no seu baloiço


Aмbзr Ѽ:

Nada mais fácil do que esrever sobre essências, deste que essa essência esteja no íntimo do Ser

DarkViolet said...

Vanuza Pantaleão:

O mistério faz parte das cavernas de cada Ser. Escava labirintos até ele fazer escorrer as brumas


Por que você faz poema?:

Obrigado. Por vezes com demasiado lirismo mas torna-se dificil nao me refugiar nesse mundo


Pearl:


Existe as asas tortuosas dos tormentos para fazer com que os feitiço da Lua se instale. Poços de lava Lunar ou sombras



Maria Alves:

Há fluxo que provém dela e dela retorna em cada ciclo, vielas nubladas mas que se sente em cada brilho transmitido