Thursday, October 20, 2005

Doce contacto

Em pó doce que cai dos céus a manhã se aninhou. Os pedaços de leves sobremesas que sobem no musgo a esventrarem, caminham de pé em pé, pendurados na leveza da espuma, no oriente cintilar de risos que mutilam o sossego. Coaxar de permutas de véus acendem as grutas. São misturas alicerçados nos mantos de descansados encaixes, de contactos que batem ao som do inspirar do pincel. Pinceladas de água.

3 comments:

Kali said...

Que fotografia linda...

DarkViolet said...

É de uma enorme ternura

Kali said...

É de uma enorme simplicidade... mas de uma força sublime... contrastes..