Sunday, April 12, 2009

Amável Alves Antão


A madeira suspira pelo toque embriagada das mãos. Soletra a força da criação, abismo de emoções que sobrevoa o recorte da imaginação. Cada recanto leva o sopro nas linhas da liberdade, das silhuetas abertas ao resplandecer da curva colhida. As mascaras ganham vida, veia a transbordar o sangue da metamorfose.


Exposição de: Amável Alves Antão, Bragança. Se tiverem curiosidade consultam o blog que tem mais mascaras e com qualidade fotos melhor eheheheh

5 comments:

MagnetikMoon said...

Perturbadoras atitudes, arregaladas provocações celebram as caveiras nos instantes insanos, nos prolongamentos dos tambores.

Magnetikiss;)

P.S.As máscaras de madeira são as melhores:)

Gothicum said...

Há quem tenha dons destes...criar é o maior dom da Natureza humana.

bat_trash said...

Um bela criação!

DarkViolet said...

MagnetikMoon:

As navalahs fazem belos cortes na madeira, e ela própria embeleza os contornos com a harmonia das formas. os tambores rejubilam pelo sentimento expresso nos traços


Gothicum:

Criar até se ouvir o infinito de desejar mais. Querer a tela da evolução pintada com a essência

DarkViolet said...

bat_trash:

Criaçao do Amável Alves Antão. há sempre grandes criadores por aí