Sunday, October 21, 2007

Números

“As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca:”Qual é o som da sua voz? Quais os brinquedos que prefere? Será que colecciona borboletas?” Mas perguntam:”Qual é a sua idade? Quantos irmãos tem? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai?” Somente então é que elas julgam conhecê-lo.”
Antoine Saint-Exupéry – O Principezinho.


5 comments:

Anonymous said...

Mais do que as palavras, mais do que os números, os gestos da Alma.

DarkViolet said...

Anonymous:

Então presumo que deves preferir aquilo que nunca perguntam:)

un dress said...

parece que pouco andamos

pra lá do que nos ensinaram.

.será?

é que parece tão triste...



beijO

Miosotis said...

Para mim a obra de Saint- Exupéry é um pequeno livro de sabedoria das coisas da alma!

Gosto profundamente de muitas passagens, para além desta.
Mas destaco-te hoje uma:

'...Mais, sur ta si petite planète, il te suffisait de tirer ta chaise de quelques pas. Et tu regardais le crépuscule chaque fois que tu le désirais...
- Un jour, j’ai vu le soleil se coucher quarante-trois fois !

Et un peu plus tard tu ajoutais :

- Tu sais…quand on est tellement triste on aime les couchers de soleil...

- Le jour des quarante-trois tu étais donc tellement triste ?

Mais le petit prince ne répondit pas.'

Desculpa o 'francês' mas uma obra literária deve ser lida sempre que possível na língua original!

Sensibilizada pelo olhar poisado em 'fragmentos'!

Nota - Mudaste de som... mas eu acabei por fazer o download do anterior! É linda!

DarkViolet said...

un dress:

Mudam as gerações e os números permanecem. Alguns conseguem sentir isso e tocam de maneira diferente; outros contam da mesma maneira.


miosotis:

Também concordo que se deve ler na língua original para não perder muito do seu conteúdo. Traduções há muitas (como os guarda chuvas lol).

Mudei...Uma música pode ser linda mas há mais sons para serem ouvidos. A outra música condiz com a época.