Wednesday, October 07, 2009

Rezar

Ontem à noite comecei a mudar de religião, duma forma brusca para o qual pensava que só poderia acontecer a uma hora incógnita, mas aconteceu às 22:33. Nesta súbita mudança de minutos não poderia suster a respiração devido ao raio que me atingiu, esta metamorfose irreversível de que nem a fé concentrada na minúscula área adjacente ao fio da barba branca teve alguma importância. Esta fé que me catapultou para um patamar de oração à árvore do óbvio destilar do significado do além, um deslocamento proveniente das subtilezas para chegar ao desconhecido cambalear dos sentidos. Rezo agora em cima da nuvem no inferno do sossego, onde a religião que cativa os poros dos gemidos é o nevoeiro, a própria invasão do brotar.

8 comments:

MagnetikMoon said...

Não há nada como uma boa chuva de relâmpagos para re-ligar o Ser à sua consciência cósmica:))

Magnetik*

Um Olhar said...

Gostei muito destas palavras, deste "rezar" em cima de uma nuvem no inferno do sossego...

Parabéns!
Fatima

Ana Sofia said...

Hajam raios desses ou não, o que é certo é que às vezes se faz luz algures dentro de nós... mudam-se as visões e também a nossa forma de agir...
(Gosto muito de vir cá ler o blog, mas confesso que, muitas vezes, tenho medo de comentar, porque acho que o que se escreve pode ter diferentes interpretações e tenho medo de estar a dizer coisas "sem sentido" sobre o que li.)

[É verdade, o meu blog é como um diário... vou falando do dia-a-dia, meto coisas de que gosto, mas também dou algumas sugestões, é conforme os dias... é a minha visão do mundo. Costumava cá passar na altura em que tinha o blog "Fantasmas do Inconsciente", e mais tarde um outro, aqui no blogger, mas desisti desses...]

A. Reiffer said...

Profundo e desconcertante.

Lúcia Machado said...

...por vezes a alma precisa de alimento...

Seja saciar a fome de fé e oração...ou, precisa essencialmente do acreditar em algo...

VANUZA PANTALEÃO said...

Darkviolet, que forma interessante de rezar!
Se o próprio Jesus "desceu ao inferno" é porque há uma razão para, até por lá, se chegar ao Divino...
Venho aqui com gosto e adoro teus posts!!!

DarkViolet said...

MagnetikMoon:

Há sempre a invasão do brotar no inalcansável nevoeiro, na metamorfose irreversível, o tempo de orar


Um Olhar:

O tormento a rasgar orações, no patamar inquieto de nuvens de fogo



Ana Sofia:


A luz existe sempre no patamar de cada relâmpago, subtilezas profundas.
A interpretação é livre, cada Ser tem que buscar em si a sua corrente para nela navegar como se fosse a última ondulação, sem receio de se afundar.
Deste quenão desistas do teu caminho, tudo o resto não importa, somente se o vento leva o fluxo certo para o próximo passo. Sinceramente não me fascina muito um blog como diário, a não ser que tenho também um pouco de criatividade, devido a descrição da vida ser muita cinzenta muita das vezes

DarkViolet said...

A. Reiffer:

Espero que o meu cérebro nao voe para as profundezas sem antes arder todo:D


Lúcia Machado:

Precisa somente de se libertar, arrepiar o trilho das horas para rezar em múltiplas sequências de desejos, prazeres ou vontades



VANUZA PANTALEÃO:

Rezar e catapultar sensações em remoinhos, o sossego do deambular dos gemidos do nevoeiro
Obrigada pela tua preferência.