Thursday, March 30, 2006

Baloiço

A eternidade do baloiço
MOla estendida a pingar,
TEnho na alma os pedaços, morangos...

FIco no perfume da sela,
LImPo o dorso do olhar,
A turva pálpebra descai...

Ninho de trevos
Ouvindo a suavidade...

AR dedilhado
COlorido numa manta...

Incendiar as flores,
RIndo no prazer do sorriso,
Sentindo o baloiço a saltitar...

2 comments:

winterdarkness said...

Incendiar ainda mias o desejo e apagá-lo com as minhas lágrimas; feliz finalmente por matar a saudade...

Mr. Al-Sistani said...

Acho que sim...