Sunday, December 21, 2008

Invisibilidade do Visível

Marcas profundas onde se sente o inalar oscilatório da vitrina, captar da sensação para escandalizar o suspiro vibrante. Além do invisível a matéria encontra-se estagnada, sombra que remexe as profundezas, descobre o limiar das invocações a culminar a decapitação. No visível a Alma devora energias deliciosas, pondo corredores anárquicos na flutuação do inferno, inacabadas belezas que seguem a lógica de sugar cruzes para chegar ao rubro.
Recortes a desmembrar o Ser, a pô-lo na virgem disposição para consumar os actos do filamento. Início rega o estremecer do fim, quando o visível provém do invisível, débil linha, cruel segregar da existência; o trajecto alimenta-se da vivência única do cântico, desmontar o tempo, ou refugiar o fragmentar no desmontado tempo. Esta sequência prolongar-se-á com infinitas porções, do qual cada Ser provará partes visíveis e invisíveis, fará metamorfoses de qualquer parte, não distinguirá qual parte está. Deambulará.

7 comments:

Gothicum said...

"Odeio essas almas pulsilânimes que, por muito preverem consequências, nada ousam empreender. "
(Moliere)

...ao contrário da tua. Que a tua parte da "prova" seja correspondente ao teu íntimo. Abraços.

bat_trash said...

Feliz Natal!
Beijos.

EyeOfHorus said...

Demasiadas vezes constroem-se histórias, nascem vidas, só porque as almas acreditam para além do material. "(...) quando o visível provém do invisível,(...)" movido pela imensa força da crença... por vezes é a única coisa que resiste ao passar do tempo.
Um bom natal e o usual black bº1 kiss

Lady Candlelight said...

A ideia da marcha fúnebre natalicia não agradou só a mim!

Celebrar a morte, grandiosa e dominadora sobre um nascer já revogado!

Cumprimentos

e se for o caso de o apreciar bom natal!

MagnetikMoon said...

O Ser que se vai reencontrando nos caminhos secretos da Alma solta risadas infantis , genuínas a cada respiração, porque o trilho o abraça sem confundi-lo.

FELIZ YULE/NATAL:)

Magnetikiss;)

Fragmentos Culturais said...

Retribuo do coração todos os votos deixados em 'fragmentos'!

Muita Paz, Fraternidade, Afectos imensos... Luz!

Um beijo

DarkViolet said...

Gothicum:

A intimidade poderá deambular, acorrentado ao frenesim das giestas


bat_trash:

Feliz Natal!


EyeOfHorus:

É o balanço entre estas duas forças, o material e o espiritual, ambas acreditam à sua maneira, mas juntas raramente caminham
...nº...:)


Lady Candlelight:

A marcha acompanha a Alma nas pisadas que ao corpo se destina a cadência...ou será o contrário?

Feliz Natal!


MagnetikMoon:

Deve ser um sorriso contorcido de prazer pelas etapas já ultrapassadas. estado de evolução do Ser. Resta saber onde está a parte fragmentada para estabelecer um ritmo


Fragmentos Culturais:

Luz com escuridão, ambas são necessárias