Sunday, January 11, 2009

Infinito

Propagar o infinito ao compasso da bruma.
Orar nos labirintos do sangue.
Suspirar da escrita no esboço da Lua.
Encadear a energia ao pingar do rosto.
Fluir prateado.

10 comments:

Mr. Lynch said...

DarkViolet;
Belo...
Boa semana.
Abraço

Fragmentos Culturais said...

'... suspirar da escrita no esboço da Lua'[...]
Sem dúvida! Burilas as palavras e soltas esboços de sentires desnudados pela lua...

Gothicum said...

Sempre fui e serei filho, amante, marido, devoto da lua, ela é a Virgem, Donzela e Mãe. Sob o seu brilho os encantos são sempre mais intensos, assim como as palavras. Abraços

bat_trash said...

A lua derramando a luz de prata entorpece e inspira.
Oh, Lua!

Dark kiss.

Miosotis said...

...a lua como centro da paisagem! 'Humana lua'...

Sensibilizada pelo olhar atento em 'fragmentos'!

DarkViolet said...

Mr. Lynch:

A beleza é dela, da Lua
Obrigada


Fragmentos Culturais:

Quanto mais nu, mais perto do badalar dos sinos a provocação será acolhida pela Lua


Gothicum:

Com as tuas palavras são o mais puro sentir sobre ela. Devorar cada brilho em galhos sublimes de dar


bat_trash:

Inspira viagens daqueles que conseguem dar perante tais raios prateados


Miosotis:

A Lua sabe Amar. Dos galhos da sua luz cria a fome de saciar os Seres que a devoram

Peculi said...

O que seria da noite sem a lua? O que seriam das noites de verão. Ela gravita com a terra e nós gravitamos com ela.

DarkViolet said...

Peculi:

E as noites com geada? Transmite calor nessa dança, delicados toques

MagnetikMoon said...

"Orar nos labirintos do sangue" implica sapiência espiritual devidamente autorizada:D

Magnetikiss;)

DarkViolet said...

MagnetikMoon:

A Lua no seu Altar sabe seduzir para que isso aconteça;)